Início » Como ajudar quem tem depressão? 4 atitudes simples que podem fazer a diferença

Como ajudar quem tem depressão? 4 atitudes simples que podem fazer a diferença

Por mais difícil que pareça, em pequenos detalhes você pode amparar um amigo na luta contra a depressão. Veja ações simples que podem contribuir para a sua melhora.

Como ajudar quem tem depressão é um desafio para quem possui um familiar ou amigo enfrentando essa delicada situação. 

Muitas vezes, quando nos deparamos com uma pessoa querida em um estado deprimido, não sabemos o que fazer ou falar para acolhê-lo e, na dúvida, é normal apenas nos afastarmos. 

Essa, porém, é uma das piores formas de como ajudar quem tem depressão. Afinal, nessas horas, a pessoa deprimida precisa, mais do que nunca, de cuidado e apoio para conseguir vencer essa batalha. 

Por isso, hoje trouxemos algumas dicas que podem te ajudar a entender como cuidar de pessoas com depressão e acolhê-las nesse momento. Confira!

Como ajudar quem tem depressão: 4 práticas que podem servir de amparo 

Sabemos que o acompanhamento de profissionais da saúde mental é indispensável para enfrentar a depressão e outros transtornos mentais. 

No entanto, muitas vezes pessoas próximas e familiares podem ter um papel importante durante essa batalha, e saber como cuidar e o que falar para pessoas com depressão pode fazer toda a diferença. 

Por isso, se você sabe de alguma pessoa que está passando por isso, chegou a hora de entender como servir de apoio e ajudar em sua melhora. 

1. Incentive a procura por ajuda profissional

Não tem jeito, por mais que muitas coisas possam ser feitas para ajudar, o acompanhamento psicológico e psiquiátrico são indispensáveis para a recuperação de uma pessoa deprimida. 

Afinal, a depressão é uma condição clínica que necessita de cuidados tanto quanto uma fratura ou uma doença viral, por exemplo. 

E mesmo para pessoas que estão sempre cercadas de amigos e familiares que as escutam e aconselham, nem sempre isso é o suficiente, pois o profissional da saúde mental é o único que saberá exatamente como tratar e o que falar para pessoas com depressão. 

Sendo assim, uma das mais importantes formas de como ajudar quem tem depressão é estimular a procura por um tratamento especializado

Leia também: Dicas de controle de ansiedade: atitudes básicas que podem mudar o seu dia a dia

2. Pratique a escuta ativa

Nada substitui o acompanhamento profissional, é verdade. Mas isso não significa que não existam algumas maneiras de como ajudar quem tem depressão.

Uma delas, inclusive, é praticar uma escuta ativa e empática. Não basta falar que está ao lado da pessoa se você não está disposto a ouvir o que ela tem a dizer sem julgamentos ou repressão. 

Além disso, fingir ouvir também não ajuda nada: tire um tempo para realmente conversar com o seu familiar ou amigo sobre sua situação. 

Crie um ambiente agradável e de respeito para que ele se sinta confortável em compartilhar com você aquilo que o aflige. 

Muitas vezes, apenas o fato de ele saber que você está disposto a ouvi-lo já pode fazer uma diferença muito grande em seu quadro. 

Leia também: Entenda o que são feridas emocionais e como curá-las

3. Estimule hábitos saudáveis 

Deixar a pessoa querida longe dos vícios nocivos é a mais poderosa forma de como cuidar de pessoas com depressão. 

Muitas vezes, pessoas que estão enfrentando o transtorno, acabam se sentindo sem perspectiva, sem ânimo e motivação. 

Assim, na ânsia de se sentir bem novamente, acabam recorrendo a alguns hábitos que funcionam como “válvulas de escape”, como é o caso da bebida alcoólica, cigarros e drogas. 

Por isso, uma forma de como ajudar quem tem depressão é afastá-la desses tipos de substâncias e incentivar hábitos saudáveis no dia a dia.

Ao invés de levá-lo a uma festa que, porventura, pode ser uma oportunidade de se embebedar, que tal combinar um passeio em um parque, para que ele possa desfrutar de um ambiente ao ar livre e fazer uma caminhada?

A alteração do apetite também é muito comum em quadros de depressão. 

Independentemente se a pessoa está demonstrando fome em excesso ou a falta dela, procure estimular uma alimentação saudável, especialmente com alimentos que podem ajudar o organismo a se sentir mais disposto

4. Envolva-a em hobbies e atividades prazerosas 

Outra maneira muito importante de ajudar uma pessoa com depressão é envolvê-la em atividades que são prazerosas e interessantes. 

Afinal, um dos sintomas mais fortes em pessoas deprimidas é a desesperança e o desinteresse. Esses sentimentos, quando ao extremo, podem levar até mesmo a uma falta de prazer na vida.

Para evitar que isso aconteça, uma forma de cuidar de pessoas com depressão é encontrar hobbies e atividades prazerosas para realizarem juntos. 

Pode ser desde uma leitura em grupo a um curso de bordado, dê ao seu familiar, amigo, algo que possa servir como estímulo e renovar suas esperanças para dias melhores. 

Certamente, ele se sentirá melhor quando fizer aquilo que gosta. Se sentirá feliz e útil, o que pode ajudá-lo a lidar com esse transtorno de uma forma mais leve, na medida do possível. 

Leia também: Como cuidar da saúde mental: 10 passos para uma vida melhor e com mais longevidade

No menor sinal de depressão, busque ajuda 

Mesmo com as mais diversas formas de como ajudar quem tem depressão, ao menor sinal de sintomas da doença, o mais indicado é procurar por ajuda profissional especializada. 

Segundo a Organização Mundial da Saúde, o Brasil é o país com maior número de pessoas diagnosticadas com depressão na América Latina. Além disso, outro dado muito preocupante é o número de suicídios anuais registrados no país, que está em cerca de 11 mil casos. 

Diante dessa realidade, reforçar a necessidade do acompanhamento psicológico nunca foi tão importante. Se você está enfrentando a depressão, ou conhece alguém que está, não tenha receio de procurar por ajuda. 

Aqui na CenttralMed, você pode se consultar com psicólogos e psiquiatras sem esperar por tempo de carência e sem custos (apenas com exames), por meio do programa Consultas do Bem. Entre em contato e saiba mais. 

Centro de Valorização da Vida (CVV): disque 188 para receber apoio emocional sob sigilo absoluto. A ligação gratuita pode ser feita em qualquer horário, em todo o território brasileiro.