Início » 6 Dicas de como prevenir a prisão de ventre e melhorar a saúde

6 Dicas de como prevenir a prisão de ventre e melhorar a saúde

A constipação é um problema incômodo que afeta a qualidade de vida de muitas pessoas. Para evitar esse desconforto, a CenttralMed te ensina como prevenir a prisão de ventre para manter a qualidade de vida e bem-estar em todos os momentos. Confira!

A constipação é muito comum no Brasil. Estima-se que o problema afete de 20 a 30% da população só do país. Você sabe como identificar e como prevenir a prisão de ventre?

É muito importante estar atento aos sinais da constipação, para evitar que o ela progrida e cause enfermidades mais graves. Por isso, a CenttralMed listou tudo o que você precisa saber sobre o assunto!

Confira quais são os sintomas comuns, causas e 6 dicas valiosas de como prevenir a prisão de ventre.

Como saber se tenho prisão de ventre?

A constipação intestinal é um problema caracterizado pela dificuldade na evacuação. Embora a pessoa sinta vontade de ir ao banheiro, ela não consegue evacuar.

Caso consiga, ela é incompleta e em pequeno volume, e as fezes têm aparência dura.

A prisão de ventre é relativa, já que cada pessoa tem um ritmo intestinal diferente. Em suma, se você usa o banheiro três vezes ou mais vezes em dias alternados, e percebe que as fezes têm aparência pastosa, significa que o seu intestino está funcionando normalmente.

A constipação acontece quando a pessoa evacua menos de duas vezes durante a semana, mesmo sentindo vontade de ir ao banheiro.

O problema pode durar poucos dias e ser resolvido com mudanças práticas na rotina! No entanto, caso persista e se torne crônica, pode ser sintoma de algum problema mais grave. Nesses casos, ela se relaciona ao hipotireoidismo, câncer, distúrbios neurológicos e outros problemas gastrointestinais.

Além disso, a prisão de ventre causa incômodo e também afeta a qualidade de vida de quem sofre com a condição, sabia? Um estudo recente feito no Japão com mais de três mil voluntários com constipação crônica mostrou que um terço deles tinha uma menor qualidade de vida e menor produtividade no trabalho, em comparação a outras pessoas sem constipação.

Portanto, é essencial investigar as causas do problema e entender como prevenir a prisão de ventre, de modo a manter seu bem-estar sempre!

Causas da prisão de ventre

A condição é causada por diversos fatores. Se persistir, é essencial procurar um médico para entender de fato o que está acontecendo com o seu sistema gastrointestinal.

Entre as causas mais comuns estão:

  • Dieta pobre em fibras, que auxiliam a evacuação
  • Sedentarismo
  • Desidratação
  • Consumo excessivo de alimentos industrializados
  • Mudanças ambientais, como estar fora de casa
  • Estresse, depressão ou ansiedade

Sintomas

Para identificar se está com prisão de ventre ou não é importante estar atento aos sintomas mais comuns do problema. São eles:

  • Sensação de evacuação incompleta
  • Fezes pequenas, com aparência seca ou endurecida
  • Distensão abdominal
  • Desconforto abdominal
  • Vontade de fazer força durante a evacuação
  • Mal-estar
  • Gases
  • Cólicas
  • Sensação constante de barriga pesada

Como prevenir a prisão de ventre: 6 dicas práticas

Agora que você descobriu se está enfrentando o problema, é fundamental esclarecer como prevenir a prisão de ventre. Quando a condição não é grave, a simples inclusão de hábitos saudáveis na rotina faz toda a diferença!

Contudo, lembre-se que as seguintes atitudes não devem ser sazonais, apenas para casos de emergência. Manter uma rotina saudável e equilibrada não só previne a constipação, como uma série de outros problemas e doenças.

  1. Dieta rica em fibras: alimentos para prisão de ventre

As fibras são as maiores aliadas no funcionamento correto do intestino. Isso porque elas absorvem a água, aumentam e formam o bolo fecal e facilitam o trânsito intestinal.

Para tanto, o consumo de alimentos para prisão de ventre deve ser feito todos os dias, atrelado à ingestão de água. Aposte em verduras, legumes, frutas, leguminosas, sementes, cereais integrais e probióticos na dieta.

Alguns alimentos que fazem o intestino funcionar são:

  • Couve
  • Ameixa
  • Mamão
  • Maçã
  • Aveia
  • Linhaça
  • Kefir

O ideal é consumir três frutas por dia e incluir verduras, legumes e outros alimentos nas principais refeições.

Mas, para acompanhar as fibras, é fundamental beber bastante água! Caso contrário, a ingestão não surte efeito e o excesso pode piorar a prisão de ventre.

  1. Aumento na ingestão de água e líquidos

Todo mundo sabe que beber água é indispensável! A ingestão regular do líquido traz uma série de benefícios para o corpo, entre eles, a melhora no trânsito intestinal. Aliada às fibras, a água deixa as fezes mais macias e ajuda na evacuação, o que evita sangramentos e problemas como hemorroidas.

Portanto, consuma cerca de dois litros por dia. O certo é beber 30 mililitros por cada quilo de peso. Além dela, aposte em sucos, água de coco e outros líquidos.

  1. Exercícios físicos

Os exercícios físicos ajudam a movimentar a região abdominal e, assim, estimular o caminho das fezes até o reto, o que induz sua eliminação. Outro grande benefício das atividades é que elas reduzem o estresse e a ansiedade, dois fatores que causam a constipação.

Atividades como caminhada e dança são recomendadas. Realize exercícios, pelo menos, três vezes na semana, por 30 minutos, no mínimo.

  1. Evite industrializados

Alimentos industrializados não fazem bem ao organismo e podem travar o sistema gastrointestinal. Além deles, é importante evitar (ou consumir em menor quantidade) farinha refinada, refrigerantes e refrescos, e carne vermelha. Dê preferência aos alimentos naturais.

  1. Ir ao banheiro sempre que sentir vontade

Quando você sentir que está na hora de ir ao banheiro, vá! Nada de ficar prendendo.

Quando você fica com vontade, mas não evacua, o esfíncter – músculo que controla a passagem das fezes no intestino – pode ficar preguiçoso e impedir o processo de evacuação. Em consequência, a prisão de ventre tende a piorar.

  1. Evitar laxantes

Receitas caseiras e o uso contínuo de laxantes também pioraram a constipação. Por isso, o ideal é que quem sofre com o problema vá ao médico investigar possíveis causas. Como prevenir a prisão de ventre não está na agenda de muitas pessoas, recorrer a saídas simples pode parecer mais fácil. Contudo, o uso contínuo de laxantes causa a perda da sensibilidade na parede do intestino, desnutrição, desidratação, cólicas abdominais e problemas renais.

Se a prisão de ventre não melhorar, procure um médico.

Nesse caso, nós, da CenttralMed, podemos te ajudar! Contamos com um corpo clínico especializado, pronto para te atender de maneira humanizada e cuidadosa. Além disso, clientes inscritos no programa Consultas do Bem têm isenção no pagamento de consultas.
Ficou interessado? Entre em contato agora mesmo para saber mais sobre o benefício e marcar sua próxima avaliação. Cuide da sua saúde todos os dias com a CenttralMed!