Início » Como ajudar o desenvolvimento do bebê dos 0 aos 12 meses com eficiência

Como ajudar o desenvolvimento do bebê dos 0 aos 12 meses com eficiência

Sabia que, em cada fase infantil, determinadas ações e atividades são mais indicadas para aguçar e estimular o crescimento do pequeno? Confira como ajudar o desenvolvimento do bebê e garantir uma infância feliz e saudável!

Mamães e papais ficam emocionados ao acompanhar o crescimento do filho. Do primeiro sorriso aos primeiros passos, é sempre uma alegria estar presente na vida dos pequenos! Mas, você sabe como ajudar no desenvolvimento do bebê?

O apoio e assistência dos pais, brinquedos e brincadeiras estimulam o desenvolvimento cognitivo, emocional, social, físico e motor da criança durante seus primeiros anos de vida. Portanto, é fundamental que mamães e papais estejam sempre atentos e presentes!

A CenttralMed listou formas de como ajudar o desenvolvimento do bebê, dos 0 aos 12 meses e os brinquedos mais indicados para cada fase. Dessa forma, você consegue estimular o crescimento saudável do pequeno.

Como ajudar no desenvolvimento do bebê: primeiras lições

A melhor forma de incentivar e melhorar o desenvolvimento dos seus filhos é garantir um ambiente seguro, amoroso e confiável, em que a criança tenha a liberdade para explorar e se aventurar.

Os pais devem estar sempre presentes, calmos e tranquilos. Embora existam marcos do desenvolvimento infantil pré-definidos, cada criança tem seu próprio tempo. Mamães e papais precisam ter pressa. Respeite o ritmo do seu filho para não gerar frustrações.

Atenção e cuidado ativo são a chave para um crescimento saudável! Um estudo feito na Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, mostrou que crianças que recebiam atenção dos pais durante a infância possuíam um QI mais alto quando adultos.

Por isso é tão importante entender como ajudar no desenvolvimento do bebê. Isso melhora a conexão entre pais e filhos, e garante que a criança cresça feliz.

Durante as primeiras fases da vida do pequeno, é importante:

  • Chamar o bebê pelo nome
  • Nomear objetos, sensações e partes do corpo
  • Falar e estimular os movimentos da criança
  • Explicar o que os pais e o filho estão fazendo
  • Ser expressivo

Sempre observe as reações do bebê e não force nenhuma atividade a qual ele se sinta desconfortável ou ainda não esteja preparado. Lembre-se que cada criança tem um jeito diferente e seu próprio ritmo.

Como ajudar o desenvolvimento do bebê na prática: dos 0 aos 12 meses

Dos 0 aos 3 meses

Nessa fase, a criança começa a amadurecer o lado socioafetivo, por isso o contato com os pais é essencial. Segure o bebê no colo, dance e faça muito carinho!

Primeiro mês

Durante o primeiro mês de vida, o recém-nascido dorme a maior parte do tempo. Quando ele estiver acordado, aproveite para interagir. A partir daqui, a criança já consegue reconhecer e diferenciar a voz da mãe e do pai.

Aproveite para incluir estímulos sonoros e visuais durante o período. Converse, coloque músicas para tocar, alterne entre o volume mais baixo e o mais alto. Isso estimula o cérebro e o desenvolvimento da linguagem.

Em relação à visão, movimente objetos a cerca de 30 centímetros de distância do bebê.

A amamentação é uma das atividades que mais fortalece a ligação entre bebê e mãe. Aproveite para testar posições de pega diferentes, para firmar a cabecinha. Mantenha sempre o contato olho no olho, converse e acaricie a criança.

Segundo mês

Nesse período, o bebê começa a firmar o pescoço. Por isso, é indicado que os pais coloquem o pequeno de bruços pelo menos duas vezes por dia para incentivar o movimento do pescoço, braços e músculos. Coloque brinquedos por perto para chamar a atenção e fique sempre por perto.

Terceiro mês

A partir daqui, a visão da criança não está tão embaçada. Inclua brinquedos com cores fortes na rotina, além de objetos com texturas diferentes para aguçar o senso exploratório. Estimule a criança a tocar e segurá-los.

Brinquedos que ajudam no desenvolvimento do bebê nessa fase

  • Chocalhos
  • Móbiles coloridos
  • Brinquedos com texturas e sons diferentes
  • Bichinhos de pelúcia

Dos 4 aos 6 meses

Durante essa fase, o bebê começa a colocar tudo o que encontra na boca. Crianças entre 4 e 6 meses também começam a ter consciência sobre o próprio corpo, conseguem virar a cabeça e tentam se equilibrar. Papais, fiquem atentos!

Dê brinquedos que não ofereçam risco e faça brincadeiras, como aviãozinho e cadê o bebê-achou. Coloque a criança em frente ao espelho e faça caretas para ele imitar.

Quarto mês

Como a criança consegue virar a cabeça, isso estimula o movimento. Esconda brinquedos e deixe que ela procure. Comemore quando encontrá-lo! Aproveite para brincar de cadê o bebê e divertir-se com risadas gostosas.

Quinto mês

Continue aguçando o toque e o movimento da cabeça. Nesse período, estimule o bebê a sentar sozinho. Basta segurá-lo pelos bracinhos ou axilas e puxar a criança para cima devagar. Outra opção é manter brinquedos na frente dele e incentivar a criança a pegá-los. Ambas as ações exercitam o equilíbrio. Não se esqueça de usar almofadas ao redor do pequeno.

Muita atenção! O bebê também aprende a rolar nessa fase. Fique atento para evitar quedas.

Crianças começam a balbuciar mais. Imite para estimular a comunicação. Ele passará alguns minutos conversando com você!

Lembre-se de ler para a criança desde seus primeiros meses de vida.

Sexto mês

Começa a fase da introdução alimentar! Ofereça alimentos separadamente, para a criança experimentar, se acostumar com novos sabores e refinar o paladar.

A partir dos seis meses, os pais devem dar liberdade para o bebê se movimentar livremente – com supervisão sempre. Crianças que passam muito tempo no colo têm desenvolvimento motor menor se comparadas as que passam mais tempo no chão.

Os dentinhos começam a aparecer. É fundamental manter a higiene bucal, limpando os dentes e a gengiva sempre após as refeições.

Brinquedos recomendados para estimular a criança

  • Chocalhos
  • Livros de pano
  • Mordedores
  • Tapetes sensoriais

Dos 7 aos 9 meses

Dos seis meses em diante, a criança começa a controlar melhor o desenvolvimento motor e torna-se mais independente. A partir daí, papais, familiares e amigos precisam de muita paciência e carinho, porque eles adoram mexer em tudo!

Além disso, nessa idade os filhos começam a sentir medo na presença de estranhos e sofrer por ansiedade de separação. Para evitar situações estressantes para a criança, mostre que você sempre vai voltar e use brinquedos para substituir a presença dos pais, como bichinhos de pelúcia.

Nessa fase, brincadeiras e jogos musicais são muito importantes, porque melhoram a capacidade do raciocínio abstrato, aumentam a consciência auditiva e ampliam as ligações cerebrais entre neurônios. Escute muita música e divirta-se sempre!

Sétimo mês

Como a música é importante nesse período, aproveite para melhorar a coordenação motora dos pequenos. Coloque músicas lentas e rápidas, e bata palmas no ritmo.

Além disso, continue estimulando todos os sentidos, com texturas, sabores e entre em contato com a natureza.

Oitavo mês

Deixe o bebê no chão por mais tempo! A partir desse período, a criança consegue sustentar o tronco e controlar melhor os movimentos. Disponibilize brinquedos atrativos ao redor da criança para incentivar a locomoção.

Nono mês

O seu bebê provavelmente começou a engatinhar e se arrastar. Para fortalecer seus bracinhos e costas, coloque obstáculos fáceis em seu caminho.

Dos 10 anos 12 meses

Aqui mamães e papais devem incentivar o bebê a andar. Deixe a criança livre para se aventurar, se sujar e descobrir coisas novas!

Décimo mês

Como os movimentos são mais coordenados, você pode oferecer colheres para ele comer sozinho e estimular brincadeiras com giz de cera.

As crianças começam a imitar gestos dos adultos e criar uma linguagem própria. Converse com o bebê por longas horas!

Décimo primeiro mês

Deixe a criança descalça e ajude ela a andar. O espaço deve ser seguro e livre, portanto proteja quinas, tomadas, móveis e fios de casa. Aos poucos, o pequeno se apoiará nos móveis para ficar em pé e, algumas vezes, poderá cair. Faz parte!

Décimo segundo mês

Comemore sempre todos os esforços e sucessos da criança! Continue conversando, brincando e se divertindo com o pequeno. Como dito, nunca force o bebê a fazer algo que ele não queira. Mães e pais devem assegurar um espaço seguro e amistoso, livre de ansiedade.

Brinquedos que ajudam no desenvolvimento do bebê dos 6 aos 12 meses

  • Quebra-cabeças
  • Blocos de montar
  • Guizos
  • Chocalhos
  • Brinquedos de encaixar
  • Bolas

Acompanhamento pediátrico também é essencial no desenvolvimento do bebê!

Durante todas as fases do desenvolvimento infantil, o acompanhamento pediátrico é indispensável. Cuidar da saúde também é importante! Por isso, conte com a CenttralMed.

Sem burocracias ou tempo de carência, você só precisa fazer seu cadastro e marcar seu próximo agendamento. O melhor é que credenciados no programa Consultas do Bem não pagam consultas nas maiores especialidades, incluindo pediatria.
Quer saber mais? Entre em contato e agende consultas para toda a sua família na CenttralMed mais próxima de você!