Início » O que fazer em diarreia no bebê? 5 boas práticas para aliviar os sintomas

O que fazer em diarreia no bebê? 5 boas práticas para aliviar os sintomas

O que fazer em caso de diarreia no bebê? Conheça alguns cuidados que podem ajudar a aliviar o desconforto do seu pequeno. 

A troca de fralda é uma atividade comum para os pais de crianças pequenas que, de tão rotineira, muitas vezes é feita no automático. 

No entanto, é preciso ficar alerta: afinal, a fralda do seu filho pode dizer muito sobre sua saúde.

Durante muito tempo, as doenças diarreicas estiveram entre as principais causas da mortalidade infantil.

Felizmente, esse cenário vem mudando consideravelmente, mas isso não significa que não é preciso atenção, é claro.

Principalmente porque a diarreia em crianças, apesar de ser uma condição comum, muitas vezes não é identificada de primeira, e a falta do diagnóstico pode atrasar o início do tratamento. 

Por isso, é muito importante que os pais saibam o que fazer em quadros de diarreia no bebê para conseguir intervir, aliviar a condição e garantir uma melhora do quadro.

Como saber se meu filho está com diarreia?

Antes de falarmos sobre o que fazer em casos de diarreia no bebê, precisamos entender como identificar se o pequeno está passando por essa situação. 

Segundo a Organização Mundial da Saúde, pode-se dizer que a criança ou adulto está com diarreia quando ocorrem três ou mais evacuações com fezes líquidas ou amolecidas no mesmo dia.

Isso significa que se o seu filho fez cocô mais de três vezes ao dia ele está com diarreia? Não. Nesses casos, a consistência das fezes é mais importante que a frequência

Assim, se o bebê está fazendo mais coco que o habitual, mas as fezes estão normais, não é necessário se preocupar.

Agora, se o cocô está mais aquoso do que o normal, aí é importante se atentar a algumas maneiras de como aliviar diarreia em bebê. 

É importante lembrar que a diarreia não é uma doença, mas um sintoma. 

Assim, caso ela seja percebida, certamente está sendo causada por uma doença ou disfunção do sistema gastrointestinal

Por isso, o acompanhamento médico se torna tão essencial quando percebemos alguma mudança nas fezes das crianças, pois somente o pediatra conseguirá diagnosticar o que levou a essa alteração. 

O que fazer em casos de diarreia no bebê? 

1. Procure um pediatra

O primeiro passo que os pais devem tomar ao identificar que o bebê está enfrentando uma diarreia é procurar o atendimento médico. 

Quando falamos em saúde da criança, o acompanhamento com o profissional da saúde é ainda mais indispensável, e deve ser a primeira atitude ao pensar sobre o que fazer em diarreia no bebê. 

Isso porque um quadro de diarreia em crianças, se não monitorado, pode acabar evoluindo para uma desidratação, o que não é nada bom. 

Assim, ao fazer o diagnóstico e a avaliação, o pediatra pode indicar o tratamento adequado, além de explicar quais práticas devem ser adotadas pelos pais para prosseguir o cuidado em casa. 

Leia também: Como ajudar a criança a desenvolver a fala: 5 atitudes simples e funcionais

2. Mantenha a amamentação

É muito comum que, ao pensar sobre como aliviar diarreia em bebê, os pais se sintam em dúvida em relação à alimentação. 

Um ponto muito importante do que fazer em diarreia no bebê é nunca parar a amamentação, caso o seu filho ainda se alimente exclusivamente de leite materno ou de fórmulas.

Nessas horas, pode ser que a criança não apresente tanta fome, mas o leite deve continuar sendo oferecido, pois, essa é a forma que o bebê tem de repor o líquido perdido, o que é indispensável durante o tratamento da diarreia. 

Leia também: Como desentupir o nariz do bebê? 5 dicas para livrá-lo do mal estar

3. Reforce a hidratação 

Para bebês maiores de seis meses que não se alimentam apenas por meio do leite materno, é importante reforçar a hidratação.

Assim, se seu pequeno já chegou à fase da introdução alimentar, você pode usar os líquidos ao seu favor.

Nessas horas, pode ser que o bebê não apresente tanto apetite, por isso é ainda mais indispensável oferecer bastante líquidos, como água, água de coco e sucos naturais

Prefira oferecer um pouco em horários distintos do que forçar uma administração maior, pois isso pode provocar vômitos e colocar toda a hidratação a perder.

4. Cuide da escolha dos alimentos

A alimentação é um ponto crucial quando falamos em o que fazer em casos de diarreia no bebê, principalmente em crianças que já se alimentam com algumas comidas sólidas. 

É muito importante ficar atento ao cardápio do seu filho, evitando aquilo que pode piorar a condição, como alimentos industrializados e gordurosos

Prefira oferecer alimentos naturais, em pequenas quantidades, para mantê-lo alimentado e nutrido. 

As frutas, por mais que sejam saudáveis, também pedem um pouco mais de atenção: evite aquelas que são mais conhecidas por suas ações laxativas, como a ameixa e o mamão, por exemplo. 

5. Ofereça soro caseiro

O soro caseiro também pode ser um aliado quando você não sabe o que fazer em casos de diarreia no bebê. Afinal, ele auxilia na reposição não apenas de água, mas também de sais minerais.

Você pode fazer a solução caseira ou comprar a mistura pronta em farmácias. Nos postos de saúde, o Sistema Único de Saúde (SUS) também oferece o soro para a Terapia de Reidratação Oral (TRO) gratuitamente. 

Independentemente da alternativa escolhida, o importante é garantir que será reposto a água perdida durante a diarreia. 

Para isso, a indicação da Sociedade Brasileira de Pediatria é de 50 a 100 ml de líquido após cada evacuação para bebês de até onze meses, e de 100 a 200 ml para maiores de um ano. 

Dica extra: não use medicamentos sem indicação médica 

Muitas vezes, a evacuação frequente e aquosa pode deixar os pais desesperados, não é? 

No entanto, não se deve, em hipótese alguma, fazer administração de medicamentos químicos sem uma indicação médica. 

Apenas um profissional da saúde pode prescrever antibióticos ou suplementos probióticos para uma criança durante o tratamento de diarreia. 

Caso o uso seja feito sem um diagnóstico, ao invés de melhorar, o quadro do bebê pode ser agravado. Por isso, não tente inibir a diarreia do pequeno com medicamentos em casa, sem antes levá-lo a um pediatra. 

Leia também: Calendário de vacina da criança: conheça as doses essenciais para livrar seu filho de doenças

Como aliviar a diarreia em bebê? Faça o acompanhamento na CenttralMed 

Na CenttralMed, clientes que fazem parte do programa Consultas do Bem têm acompanhamento médico gratuito, pagando apenas por exames, caso sejam solicitados.

Se você já não sabe o que fazer com o quadro de diarreia em seu bebê, marque uma consulta com um pediatra para iniciar o tratamento adequado e tire suas dúvidas.
Quer saber mais? Fale conosco via whatsapp clicando aqui.