fbpx
Pular para o conteúdo
Início » O que causa a infertilidade feminina: conheça 6 motivos e previna-se desse problema

O que causa a infertilidade feminina: conheça 6 motivos e previna-se desse problema

Você sabe o que causa a infertilidade feminina? Esse problema atinge uma grande quantidade de mulheres no Brasil, onde o número estimado chega a 2,8 milhões do público feminino.

E a impossibilidade de gerar uma criança é fator de muito sofrimento para o público feminino, principalmente para as mulheres que sonham em ter uma família grande e cheia de indivíduos.

Então, além de saber o que causa a infertilidade feminina, é preciso saber o que ela é e como tratá-la de forma adequada — quando essa é uma possibilidade real, sempre diagnosticada por um profissional.

Quer saber mais sobre os 6 motivos que podem impossibilitar a mulher de conceber uma criança? Então, continue lendo até o final para descobrir.

1. Idade

Apesar de a idade em si não ser um problema na infertilidade, o avanço do tempo contribui para a redução das chances de uma mulher engravidar. O que causa a infertilidade feminina, nesse caso, é a diminuição da reserva ovariana conforme o tempo passa.

Como as mulheres nascem com um número limitado de óvulos, é natural que eles se esgotem em idades mais avançadas. Assim, após os 34 anos o declínio é constante, onde a chance de engravidar fica abaixo dos 25% após a idade mencionada e, apenas, 5% aos 40 anos.

2. Doenças tubárias

As doenças tubárias são causadas, normalmente, por infecções e comprometem  a capacidade de uma mulher engravidar. Para melhor entendimento, as tubas uterinas são responsáveis pelo encontro do espermatozóide e do óvulo e, com a infecção, podem dificultar a fertilização.

Desse modo, é importante que qualquer infecção no organismo, principalmente no sistema reprodutor feminino, seja tratada de forma imediata após o descobrimento, já que isso pode comprometer a capacidade de reprodução da mulher.

E para ajudar no processo de evitar as doenças tubárias e outras complicações, é importante prestar atenção em alguns sintomas, como corrimento vaginal, dor abdominal ou pélvica, dores durante as relações sexuais, ardência ao urinar e alterações menstruais.

3. Aderências pélvicas

As aderências pélvicas estão ligadas ao tópico anterior, onde infecções podem causar aderências — ou cicatrizes — que impedem o espermatozóide de fecundar o óvulo, impedindo o processo de gestação.

Assim, é possível apostar em alguns tratamentos para resolver a questão das aderências pélvicas, se essas forem as causas da infertilidade feminina. Para isso, é importante procurar um profissional capacitado que poderá orientar o melhor tratamento para o caso.

4. Endometriose

A endometriose também é uma patologia que pode ser a causa da infertilidade na mulher. Frequentemente presente em mulheres inférteis — com valores estimados entre 30% e 60% — o crescimento anormal do tecido exterior do útero pode impedir uma gestação.

No entanto, a presença da endometriose não impede uma mulher de engravidar. Ainda assim, é importante saber o que causa a infertilidade feminina, como pode ser esse caso, para buscar o melhor tratamento possível.

5. Miomas e pólipos

Os miomas e pólipos são tumores benignos que aparecem no útero e, quando falamos de problemas para engravidar, eles podem ser o que causa a infertilidade feminina. Assim, também precisam ser tratados.

O aparecimento desses tumores impedem a implantação do embrião no útero, o que dificulta a continuidade da gestação. Assim, seu tratamento consiste em cirurgia localizada para remover os tumores e preservar o útero saudável e pronto para a reprodução.

6. Disfunção ovulatória

As disfunções ovulatórias podem surgir por deficiências hormonais, além do envelhecimento do ovário feminino. Independente do motivo, elas podem levar às dificuldades de reprodução da mulher e, dessa forma, precisam ser tratadas.

Basicamente, existem 3 tipos de disfunções ovulatórias, conforme veremos abaixo:

1. Insuficiência ovariana prematura

A insuficiência ovariana é causada, normalmente, pela menopausa, que é o esgotamento da reserva de óvulos na mulher. No entanto, no caso da disfunção ovulatória em questão, o processo de insuficiência ocorre precocemente, seja por algum agente químico ou problemas genéticos no organismo feminino.

2. Síndrome dos ovários policísticos

Os ovários policísticos são caracterizados por ciclos menstruais extremamente longos, o que dificulta a produção de óvulos para fertilização. Por isso, precisa ser tratado com medicamentos que normalizem o funcionamento do ovário e, assim, permitam a gestação da mulher.

3. Hiperprolactinemia

Como o nome sugere, a hiperprolactinemia é a superprodução do hormônio prolactina, que é responsável pela lactação. Então, essa produção inesperada e acima do normal pode atrapalhar a secreção de outros hormônios e, assim, inibir a ovulação.

Entendeu o que causa a infertilidade feminina? Então, cuide-se!

Como vimos ao longo do conteúdo, o que causa a infertilidade feminina pode ter causas diversas. Portanto, é importante contar com especialistas médicos para detectar o que acontece no organismo e, assim, fazer o melhor tratamento possível.

Sobre a questão do diagnóstico, separamos um vídeo bem importante que fala sobre a investigação do problema da infertilidade. Confira, logo abaixo:

Muitas vezes, como tratar a infertilidade feminina pode parecer um assunto impossível ou distante. Mas, com profissionais capacitados — e o tratamento correto — é possível reverter uma das situações que apresentamos para que a tão sonhada gravidez seja possível.