fbpx
Pular para o conteúdo
Início » O que é a medicina do trabalho: importância e benefícios

O que é a medicina do trabalho: importância e benefícios

Descubra o que é a medicina do trabalho, sua importância e os benefícios que traz para a vida profissional e pessoal dos trabalhadores brasileiros.

Se você chegou até esse conteúdo, possivelmente está em busca de entender o que é a medicina do trabalho e por que é tão relevante na saúde do trabalhador moderno. Mais do que proporcionar a proteção aos colaboradores de uma empresa, a medicina do trabalho busca dar mais qualidade de vida para esses profissionais.

Assim, é essencial que qualquer empresa estabeleça um programa de medicina do trabalho para garantir bem-estar aos colaboradores e, assim, evitar que o aparecimento de doenças aumente os índices de absenteísmo e até de processos contra a organização.

Portanto, se você quer saber o que é a medicina do trabalho, assim como a sua importância nas empresas, confira o conteúdo especial que preparamos sobre o assunto. Continue lendo até o final para aprender.

Afinal, o que é a medicina do trabalho?

Também conhecida como medicina ocupacional, a medicina do trabalho consiste em uma série de práticas que visam prevenir doenças originadas a partir das atividades profissionais.

Além de ser um direito na Constituição brasileira, a preservação da saúde do trabalhador também tem como objetivo manter a produtividade de uma organização em níveis competitivos, o que só pode ser atingido com trabalhadores saudáveis e em plenas condições de executar suas funções.

Portanto, muito mais do que uma obrigação, a medicina do trabalho age como uma ferramenta indireta de produtividade. Com profissionais saudáveis e capazes, a organização tem as condições necessárias para atingir seus objetivos e conquistar suas metas financeiras.

Se você deseja conhecer a história da medicina do trabalho, não deixe de conferir o vídeo que separamos sobre o tema:

História da segurança e medicina do trabalho – Fonte: Canal SMS

Qual a importância da medicina do trabalho?

Para trabalhos insalubres, onde a execução de tarefas colocam a saúde do trabalho sob risco, a medicina do trabalho atua providenciando as melhores práticas para proteger o trabalhador.

Na realidade, isso significa que os profissionais dedicados à medicina precisam fornecer meios de proteção para a empresa. No caso de algumas linhas de produção, isso pode significar o uso de EPIs, como luvas, protetores auriculares e capacetes, por exemplo.

No entanto, algumas funções profissionais não deixam os riscos tão evidentes, mas exigem igual atenção dos responsáveis pela medicina ocupacional. Para os escritórios, a atenção com a postura e      lesões por esforços repetitivos (LER) deve ser uma realidade, assim como o cuidado com os olhos e outras partes do corpo.

Portanto, cada profissional demanda de cuidados especiais e alinhados com sua função na empresa, mesmo que isso não seja um trabalho com máquinas perigosas, como é a realidade de muitas fábricas no Brasil.

Como funciona na prática?

Além de saber o que é a medicina do trabalho e sua importância, é importante entendermos como ela funciona no dia a dia. Nesse caso, todos os procedimentos começam no exame admissional do trabalhador, que será avaliado pelo médico e liberado para sua função — caso esteja apto para tal.

Esse passo envolve exames relacionados com o cargo e função do colaborador. Ou seja, teste de visão ou audiometria, por exemplo, podem ser solicitados para operadores de produção, mas não para cozinheiros.

Com a obtenção do ASO (Atestado de Saúde Ocupacional), o trabalhador estará liberado para exercer suas funções e, a partir daí, os acompanhamentos precisam ser feitos regularmente pelos profissionais de medicina do trabalho.

A periodicidade dos exames é variável, conforme mostraremos a seguir:

  • Exames Bienais: são realizados em colaboradores com idade entre 18 e 45 anos, e que atuam em funções com baixo fator de risco;
  • Exames anuais: avaliam a condição de saúde de colaboradores que estão expostos aos fatores de risco, além daqueles com doenças crônicas, ou com idade inferior a 18 anos e superior a 45 anos;
  • Exames Semestrais: ajudam no acompanhamento do estado de saúde do colaborador por meio de monitoramentos biológicos.

Para todos os casos, a normatização das regras é feita pelo PCMSO (Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional).

Desligamento do trabalhador

Da mesma forma que o trabalhador precisa de um exame para ser admitido em sua função, o desligamento do profissional também exige uma liberação médica. Essa liberação certifica que o profissional não adquiriu nenhum problema de saúde durante a execução de suas funções, o que resultaria em uma série de consequências para a organização.

A medicina do trabalho é essencial para a saúde dos colaboradores

Agora que você entendeu o que é a medicina do trabalho, bem como sua importância e os benefícios para profissionais e empresas, é hora de oferecer o melhor da medicina ocupacional para os colaboradores da sua organização.

Nesse ponto, a CenttralMed conta com uma ampla rede de atendimento para proporcionar o cuidado que cada trabalhador merece. Com atendimento humanizado, propostas acessíveis e totalmente transparentes, somos a melhor alternativa para cuidar da saúde dos profissionais.

Conheça nosso sistema de atendimento para entender como a CenttralMed pode ajudar a sua empresa. Entre em contato com a nossa equipe especializada e confira todos os benefícios que nosso sistema de saúde pode oferecer.