fbpx
Pular para o conteúdo
Início » Quem pode tomar a vacina da Covid? Descubra quais as indicações para a imunização

Quem pode tomar a vacina da Covid? Descubra quais as indicações para a imunização

Entenda agora tudo sobre a campanha de vacinação, as contraindicações e quem pode tomar a vacina da Covid-19. 

Aprovadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a Anvisa, algumas vacinas contra o novo coronavírus foram adotadas na campanha nacional de vacinação.

Após meses de espera, a imunização da população começou em janeiro deste ano, mas o calendário diferente para cada cidade e as diversas informações têm levantado algumas dúvidas. A principal delas sobre quem pode tomar a vacina da Covid.

Portanto, se você está em busca de informações sobre a vacinação e quer saber se poderá receber as doses quando chegar a sua hora, continue a leitura.

Entenda porque é importante se vacinar contra a Covid-19

Até julho de 2021, o Brasil registrou mais de 500 mil mortes por decorrência da Covid-19

A pandemia que enfrentamos há mais de um ano, impactou e continua impactando diversos aspectos sociais, econômicos, culturais e políticos. Mas, sobretudo, ocasionou uma crise mundial de saúde.

No início deste ano, porém, pudemos acompanhar uma pequena mudança nesse cenário com o início da campanha nacional de vacinação contra o coronavírus.  

Com o objetivo de imunizar a população, a vacinação começou contemplando os idosos, grupo de maior risco e pessoas com comorbidades. E a previsão é de que toda a população de até 18 anos esteja vacinada até o final do ano, segundo o Plano Nacional de Imunização.

Apesar dos benefícios e da longa espera pela imunização, uma parcela da população, mesmo quem pode tomar a vacina da Covid, ainda está receosa. Afinal, por que a vacina deve ser tomada?

O foco da vacinação contra a Covid é o mesmo de toda vacina: evitar que mais pessoas adoeçam, necessitem de atendimento médico e apresentem quadros tão graves que resultem em óbitos.

A vacina não irá prevenir que uma pessoa seja infectada pela doença, mas fará com que os sintomas se manifestem de maneira branda, sem prejudicar e colocar em risco a saúde do paciente.

Além disso, não podemos esquecer que a vacinação é um ato coletivo e não individual. Enquanto a faixa etária de uma pessoa ainda não é contemplada com o imunizante, aqueles que já puderam se vacinar, podem proteger aqueles que convivem com ele. 

Leia também: Atenção primária à saúde: entenda tudo sobre o assunto

Quem pode tomar a vacina da Covid?

Como falamos, a campanha de vacinação contra o coronavírus têm gerado muitas dúvidas. Afinal, quem pode tomar a vacina da Covid?

Na prática, a vacina pode e deve ser aplicada em quase toda a população, seguindo o calendário vacinal. 

Apenas pessoas que possuem alergia a algum componente dos imunizantes não devem ser vacinadas contra a Covid.

Menores de 18 anos, que possuem baixo risco de ter complicações derivadas da doença, também não estão no calendário de vacinação até o momento. 

Sendo assim, quem pode tomar a vacina da Covid-19 são:

  • idosos;
  • pessoas que já tiverem a doença, desde que já tenha passado ao menos um mês do ocorrido;
  • pessoas imunodeprimidas, segundo orientação médica;
  • pessoas que tomam medicamentos antibióticos, imunossupressores e imunobiológicos;
  • pacientes oncológicos ou que já tiveram a doença, segundo orientação médica; 
  • pessoas transplantadas;
  • pessoas com HIV, diabetes, pressão alta, cardiopatia, asma, entre outras questões de saúde, segundo orientação médica.

Em alguns casos, por mais que a vacina seja permitida, a sua aplicação pode ser adiada se a pessoa apresentar um estado febril nas 24h anteriores, estiver enfrentando uma doença crônica aguda no dia ou estiver testado positivo para a Covid. 

Segundo orientações da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), caso o paciente esteja com sintomas da doença, o mais indicado é aguardar quatro semanas para ser aplicado o imunizante. Em casos de quadros assintomáticos, mas que testaram positivo, esse período deve ser contato a partir da data do teste. 

E quanto às gestantes e lactantes, quais as recomendações?

Os imunizantes disponíveis atualmente na rede pública de saúde não passaram por estudos específicos para esse público.

Ainda assim, a campanha de vacinação da Covid-19 segue ativa para gestantes e lactantes, sendo indicado que a mulher procure o seu obstetra para avaliar se deve ou não ser imunizada contra a doença.

Segundo a Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo), apesar de a segurança e eficácia da vacina não terem sido avaliadas em gestantes e lactantes, nos estudos realizados não há indícios de malformação

Leia também: Check-up geral da saúde: previna-se de doenças, viva mais e melhor!

Quais as vacinas disponíveis?

Atualmente, ao se encaminhar para um posto de saúde seguindo o calendário oficial de vacinação, quem pode tomar a vacina do Covid recebe um dos seguintes imunizantes:

  • Astrazeneca/Oxford (Fiocruz) 
  • Pfizer (BioNTech)
  • CorovaVac (Butantan)
  • Janssen (Johnson & Johnson)

Dessas, apenas a Janssen é um imunizante de dose única, o restante é aplicado em duas etapas com intervalos diferentes de tempo. 

É importante salientar que todas as quatro vacinas disponibilizadas pelo SUS cumprem os critérios científicos adotadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). 

A Anvisa também está analisando a eficácia e segurança de mais dois imunizantes que, caso aprovados, poderão agregar ao Programa Nacional de Imunização (PNI). São elas:

  • Covaxin (Bharat Biotech)
  • Sputnik-V (União Química) 

Como acompanhar o calendário vacinal?

Atualmente, cada cidade brasileira apresenta um calendário próprio de vacinação. Portanto, se você está em busca de informações sobre quem pode tomar a vacina da Covid, o indicado é ficar atento ao site oficial da prefeitura da sua cidade

Por lá, você pode encontrar informações atualizadas sobre o período de imunização, acompanhar o andamento da campanha e tirar maiores dúvidas. 

No site oficial do Governo do Brasil também é possível acompanhar a evolução da vacinação entre os brasileiros, como o número de doses aplicadas por estado e a previsão de entrega de novos lotes da vacina. 

Leia também: Dicas de controle de ansiedade: atitudes básicas que podem mudar o seu dia a dia

Vacina da gripe x vacina Covid: alguns pontos de atenção 

Com as campanhas de vacinação contra a Covid e a gripe ativas no Brasil, algumas questões têm surgido quanto à relação entre elas. Afinal, apenas a vacina da gripe é capaz de imunizar contra o coronavírus? Quem pode tomar a vacina da Covid precisa tomar também a vacina de gripe? É possível aplicar as duas no mesmo dia?

A vacina de gripe, causada pelo vírus Influenza, não é um imunizante contra a Covid. O seu objetivo é prevenir única e exclusivamente a gripe, mas seu uso também pode ser benéfico para o momento que estamos enfrentando. 

Afinal, ao se proteger contra a gripe, acontece também uma prevenção contra a queda da imunidade, deixando as pessoas menos vulneráveis ao vírus da Covid-19. 

Portanto, assim que a vacina de gripe começar a ser aplicada para sua faixa etária, o recomendado é que todos recebam o imunizante. 

Um ponto muito importante, no entanto, é o período indicado para a aplicação das duas vacinas. Segundo recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), o ideal é que a vacina da Covid não seja aplicada ao mesmo tempo que outras vacinas, inclusive contra a gripe. Sendo indicado um intervalo de pelo menos 14 dias entre elas. 

Se esse conteúdo respondeu às suas dúvidas sobre quem pode tomar a vacina da Covid e outras questões, não deixe de repassá-lo para outras pessoas. Compartilhe em suas redes sociais para levar informações importantes para seus amigos. 

Não se esqueça: a vacina salva vidas!