fbpx
Pular para o conteúdo
Início » Como reduzir o sedentarismo na pandemia e melhorar a saúde em 4 passos

Como reduzir o sedentarismo na pandemia e melhorar a saúde em 4 passos

Enfrentar o sedentarismo é um  grande desafio durante a pandemia, mas algumas atitudes simples podem virar este jogo a seu favor

Pesquisas mostram que o sedentarismo tem aumentado no período da pandemia de COVID-19. As medidas preventivas para evitar a infecção pelo novo coronavírus passam pelo isolamento social e pelo uso de máscaras, bem como por um maior cuidado com a higiene.

Acontece que muitas pessoas têm deixado de lado as atividades físicas e se entregado ao sedentarismo. Evite fazer parte deste grupo crescente. Leia este texto com atenção e descubra como reduzir o sedentarismo no período de pandemia.

O sedentarismo sempre foi um problema. O corpo humano não foi feito para ficar parado e por isso manter-se longe das atividades físicas pode nos aproximar de graves problemas de saúde.

Com a pandemia, muitos profissionais de educação física e academias perderam seus clientes. Isso é fácil de explicar: sem tratamento preventivo eficaz e com a carência de vacinas, manter-se em isolamento é a principal forma de evitar o contágio da síndrome respiratória que bate recordes de mortes com espantosa frequência.

Não frequentar uma academia não pode, entretanto, ser uma justificativa para deixar a saúde e o bem-estar de lado. Adaptar-se a uma nova realidade exige, entretanto, um pouco de criatividade para se reinventar e saber como reduzir o sedentarismo em tempos de pandemia.

A pandemia mudou hábitos dos brasileiros para pior

O aumento do sedentarismo não é um dado novo e a vida sedentária traz males terríveis a saúde de pessoas de todas as idades e de ambos os sexos mas a vinda da pandemia têm mantido as pessoas cada vez mais distantes de hábitos saudáveis como a prática regular de exercícios físicos e uma alimentação equilibrada  

A Organização Mundial de Saúde chama atenção para o aumento do sedentarismo na pandemia e como ele pode trazer efeitos danosos para nossa vida, fazendo um alerta a respeito da necessidade de mudarmos nossa postura e nos tornarmos mais vigilantes quanto a  nossa saúde.

É importante saber como reduzir o sedentarismo em tempos em que o “novo normal” ainda causa tanto estranhamento. Adaptar-se a esta realidade permitirá que, tomando os cuidados corretos, possamos entender como reduzir o sedentarismo sem exposição à contaminação pelo novo coronavírus.

Como reduzir o sedentarismo melhora a saúde?

Praticar exercícios físicos regularmente traz muitos benefícios para a funcionalidade do corpo humano evitando, assim, o surgimento ou a complicação de doenças.

Com a prática regular de exercícios a química do nosso cérebro se mantém melhor equilibrada, nosso repouso tem mais qualidade e mesmo nossa vida sexual se torna mais saudável.

Não é só isso, problemas cardiovasculares também são mais raros do que em pessoas sedentárias, bem como se torna menor a ocorrência de câncer. A prática de exercícios físicos também ajuda a combater a obesidade e o tabagismo, verdadeiros vilões para a saúde humana.

Viu como exercitar-se é de grande valor para todos nós? Se você quer saber como reduzir o  sedentarismo durante a pandemia, fique atento às dicas abaixo, elas são simples e você não terá dificuldades para colocá-las em prática.

1. Prepare seu corpo e sua mente

Antes de mais nada é importante lembrar que ninguém se torna um atleta olímpico da noite para o dia e que não existe fórmula mágica para driblar as dificuldades que você enfrentará no caminho para uma vida mais saudável.

Para saber como reduzir o sedentarismo é importante fazer algumas mudanças em sua rotina como adotar uma dieta mais saudável, respeitar um período saudável de sono e não exagerar nos exercícios.

Manter-se saudável tem mais a ver com frequência do que quantidade de exercícios e é preciso muito respeito pelo seu corpo e mente para manter o equilíbrio. Não desanime, mas não exagere.

2. Invista em exercícios de flexibilidade

O Yoga tem grande destaque nesse quesito. A prática milenar melhora muito a funcionalidade do corpo, o equilíbrio e reflete também na capacidade de concentração.

Se você é um iniciante, o ideal é ter o acompanhamento de um profissional. Isso não é um problema já que muitos instrutores oferecem vídeo-aulas sobre a prática desde os conceitos mais básicos até os mais avançados.

3. Exercícios cardiovasculares são uma boa pedida

Há algumas práticas que podem parecer muito simples mas que se realizadas de forma rotineira vão te presentear com ótimos resultados.

Calce um tênis confortável, coloque a máscara de proteção e, longe de aglomerações, procure caminhar. Siga seu ritmo e não se esforce além do normal.

Caminhar não exige técnica e pode ser bem prazeroso e muito saudável desde que você seja cuidadoso e siga as recomendações médicas para se manter seguro da pandemia.

Você gosta de dançar? Por que não manter o ambiente  da sua casa animado por uma boa música e dançar sozinho ou na companhia de sua família?

 A dança é uma forma de arte inovadora e mesmo em períodos como este encontra diversas formas para se propagar. Dançar pode ser um ótimo exercício para o corpo e para a mente. E mais: existem ritmos para todos os gostos e também há tutores que oferecem aulas online ou vídeos educativos para que ninguém fique sem saber como reduzir o sedentarismo com a alegria da dança.

4. Estabeleça suas próprias metas

Não vale a pena se comparar com outras pessoas. Cada um tem seu ritmo e facilidades e dificuldades diferentes. É importante perceber que a prática de exercícios não é apenas a respeito de como reduzir o sedentarismo, mas também acaba sendo uma boa forma de autoconhecimento e autocuidado.

Estabeleça metas possíveis e não deixe de comemorar cada vez que superar um desafio. Cada pequena conquista é importante e mostra que você tem apenas um caminho no combate ao sedentarismo: o sucesso!

Gostou das dicas?

Agora você já sabe como combater o sedentarismo e já percebeu que não é tão difícil, não é mesmo? Divida com mais pessoas estas dicas! Utilize suas redes sociais e mostre a seus amigos que ter uma vida saudável e ativa pode ser simples e muito prazeroso.