fbpx
Pular para o conteúdo
Início » Benefícios dos exercícios físicos na terceira idade + dicas importantes

Benefícios dos exercícios físicos na terceira idade + dicas importantes

A prática de exercícios físicos na terceira idade garante qualidade de vida? Conheça mais sobre o assunto e como os idosos podem envelhecer com saúde.

Seja uma orquídea, um coelho, uma samambaia, uma pessoa… Todos envelhecem. É um processo natural. E inevitável.

E quando o ser humano chega na terceira idade, algumas complicações podem aparecer, como doenças, dificuldades para fazer certas tarefas, dores nos ossos, músculos fracos, reflexos lentos…

Porém, há uma forma de envelhecer com saúde, um aliado que deve ser incorporado na vida dos idosos: a prática dos exercícios físicos. Eles atuam na prevenção e tratamento de diversas doenças e, assim, fazem a manutenção da vida.

De forma simples, não se trata de exercícios físicos árduos e complicados, mas sim de exercícios saudáveis e agradáveis, como caminhadas e corridas leves.

A seguir, descubra os benefícios dos exercícios físicos na terceira idade e algumas dicas preciosas.

Doenças que podem ser prevenidas e tratadas através dos exercícios físicos

Depressão

Dentre todas as doenças mentais, a depressão é a que mais atinge os idosos. O afastamento social, a solidão após o falecimento do cônjuge, a sensação de “perda” do seu papel na sociedade e limitações físicas são algumas das causas dessa doença.

Praticar exercícios físicos junto a outros idosos — em programas de exercícios, por exemplo — é uma ótima forma de tratar e prevenir a depressão. Assim, será possível desenvolver novos relacionamentos, compartilhar experiências e também praticar exercícios.

Segundo um estudo realizado com 180 pessoas entre 60 e 85 anos de idade, foi revelado que a prática de exercícios físicos está ligada à redução dos índices de depressão em idosos.

Pessoas com depressão tem poucas quantidades de serotonina, dopamina e norepinefrina na corrente sanguínea, o que afeta suas emoções. Porém, a prática do exercício físico aumenta a quantidade desses neurotransmissores na corrente sanguínea, gerando bem-estar, conforto e bom humor.

Hipertensão

Os exercícios físicos na terceira idade serão benéficos ao sistema cardiovascular, aumentando a circulação do sangue no corpo e, assim, reduzindo a pressão arterial. Dessa forma, evitam (ou mesmo diminuem) o uso de medicamentos.

Conforme recomenda a Sociedade Brasileira de Cardiologia, pessoas hipertensas podem fazer exercícios físicos regulares, desde que tenham orientação médica.

Diabetes

Naturalmente, o nosso organismo utiliza a glicose no sangue para produzir energia. Porém, ao fazer exercícios físicos, o corpo gasta mais energia e, consequentemente, utiliza a glicose em maior velocidade.

Em outras palavras, a prática de exercícios físicos na terceira idade atua com prevenção e tratamento contra o diabetes, conforme estudos. Dessa forma, adotar um programa de exercício físico regular auxilia no controle glicêmico.

Sarcopenia

Ao passo que o corpo humano envelhece, ele começa a sofrer de sarcopenia: diminuição da massa muscular (massa magra). E logo os sintomas surgem, como perda de força e equilíbrio — até mesmo subir escadas ou se erguer da cama se tornam tarefas complicadas.

Em um estudo feito com 551 idosos, foi demonstrado a importância dos exercícios físicos (leves e moderados) para evitar a perda de massa e força muscular. Caminhadas e corridas leves, por exemplo, melhoram o desempenho físico e aumentam a massa muscular.

Segundo a American College of Sports Medicine, recomenda-se que a prática de exercícios físicos seja feita de duas a três vezes por semana.

Osteoporose

A osteoporose é uma doença comum em idosos (especialmente em mulheres), tornando os ossos fracos e propensos à fraturas. E somado a perda da massa muscular que citamos antes (sarcopenia), há maiores riscos de quedas e ossos quebrados.

Praticar exercícios físicos na terceira idade é essencial para prevenir e tratar a osteoporose. Eles aumentam a densidade mineral dos ossos, diminuindo os riscos de fraturas. E além disso, também melhoram a coordenação motora.

Opções de exercícios físicos na terceira idade

A prática de exercícios físicos na terceira idade deve ser feita com cuidado…

Alguns idosos possuem doenças como osteoporose ou hipertensão e, dessa forma, praticar determinados exercícios pode trazer riscos à saúde. Daí a importância da recomendação médica, que irá sugerir os exercícios adequados para cada idoso.

O ideal é praticar exercícios físicos agradáveis, prazerosos e que motivam ao invés de causar desânimo e dores. Conheça algumas opções:

  • Yoga
  • Pilates
  • Musculação
  • Natação
  • Jardinagem
  • Dança
  • Hidroginástica
  • Alongamentos simples

Não apenas praticar exercícios físicos na terceira idade, mas praticar os exercícios seguros

Com a prática de exercícios físicos, os idosos se mantêm longe de doenças como a osteoporose, pressão alta e diabetes. Eles se mantêm felizes, donos de si e aproveitando o melhor da vida.

Porém, é preciso praticar os exercícios físicos certos e com cuidado, uma vez que os corpos já não são tão resistentes e firmes como eram na juventude.

Alguns idosos têm doenças que podem se agravar com a prática dos exercícios errados. Imagine um idoso fazendo alongamentos da maneira errada, cair e acabar fraturando algum osso?

Por isso, ele deve passar por um check-up geral, onde sua saúde será avaliada. Apenas depois disso, é possível saber quais os exercícios físicos seguros e adequados para o idoso.

Nós, da CenttralMed, temos o programa Consultas do Bem, onde é possível fazer uma consulta gratuita e começar a aproveitar os benefícios dos exercícios físicos na terceira idade. 

Para saber quais os exercícios físicos são seguros (isto é, que levam em conta a saúde atual do idoso sem colocá-lo em risco), participe do nosso programa clicando aqui.