fbpx
Pular para o conteúdo
Início » O que causa o atraso na menstruação: quando é normal e como evitar

O que causa o atraso na menstruação: quando é normal e como evitar

Quando o ciclo menstrual atrasa é comum que muitas mulheres fiquem preocupadas. Mas, o motivo nem sempre é gravidez. Descubra o que causa o atraso na menstruação!

Quando a menstruação não vem no período certo, muitas mulheres associam o fato à gravidez. No entanto, existe uma série de motivos que podem afetar seu ciclo. Você sabe o que causa o atraso na menstruação?

O assunto ainda é tabu entre as mulheres brasileiras. Segundo uma pesquisa realizada pela Johnson & Johnson, 57% delas sentem-se sujas durante a menstruação. Por isso, quando a hipótese de gravidez é descartada, muitas comemoram a falta do sangramento.

Contudo, é muito importante investigar as causas do atraso menstrual. Se o problema persiste por mais de três meses, não hesite em procurar um ginecologista.

O que causa o atraso na menstruação?

Existem inúmeras causas que influenciam o atraso ou a precedência da menstruação. A própria pandemia influenciou o ciclo de muitas mulheres, sabia?

De acordo com uma pesquisa realizada pela Universidade Federal de Lavras (UFLA), 77% das entrevistadas sentiram alguma mudança relacionada à menstruação, seja relacionada ao número de dias e intensidade, ou até mesmo a cor e odor do sangue.

Algumas das causas dessas alterações são mudanças no humor, estresse e isolamento social.

Para além dessa situação atípica, quando o atraso acontece durante poucos dias, não há com o que se preocupar. De todo modo, saber o que causa o atraso na menstruação é a melhor forma de entender seu próprio organismo e identificar possíveis problemas de saúde.

Se o ciclo aconteceu normalmente no mês anterior, mas não desceu no mesmo período do mês seguinte, o primeiro passo é descartar a possibilidade de gravidez. Nesses casos, o atraso acontece de três a quatro semanas, acompanhado por sangramentos de escape.

Faça testes de farmácia de um a seis dias após o atraso.

Mas, se o teste deu negativo e a menstruação ainda não desceu, algo na rotina ou até mesmo problemas de saúde estão afetando o funcionamento do seu ciclo. Confira outros motivos:

  1. Estresse e ansiedade

O estresse, a ansiedade e outros fatores emocionais afetam o hipotálamo, uma das glândulas responsáveis pela regulação dos hormônios sexuais. 

Por isso, é comum que mudanças na rotina e de horários, estresse causado por causa do trabalho, ou ansiedade para entregar projetos importantes, por exemplo, desregulem a menstruação.

Além disso, o rompimento do preservativo durante relações sexuais também é outro fator que gera estresse. Como consequência, a tensão e o medo da gravidez interferem no funcionamento normal do ciclo.

Como dito, faça testes de gravidez para saber o que causa o atraso na menstruação de fato.

  1. Pílulas de uso contínuo

Pílulas também afetam o ciclo menstrual. Muitos anticoncepcionais, inclusive, fazem com que a menstruação aconteça em fluxos menores e muitas impedem que o sangue desça durante a fase lútea.

Quando a mulher para de tomar a pílula é comum que o ciclo demore para voltar ao normal. A regulação acontece de três a seis meses.

  1. Mudanças de peso

Mulheres que ganharam ou perderam muito peso em pouco tempo também têm o ciclo afetado. Nesse caso, o que causa o atraso na menstruação é o excesso ou falta de gordura no corpo.

Enquanto mulheres obesas têm alta produção de estrogênio (um dos hormônios femininos responsáveis pela ovulação), que inibe a liberação dos óvulos; mulheres abaixo do peso ideal não conseguem produzir estrogênio na quantidade certa.

Ao iniciar dietas muito restritivas, é comum que o organismo use os poucos nutrientes restantes em funções mais importantes.

  1. Excesso de atividades físicas

Quem pratica atividades físicas profissionais em excesso também está predisposto a ter o ciclo menstrual afetado.

Isso porque exercícios do tipo são um combo de fatores diretamente relacionados ao atraso da menstruação: estresse devido às atividades extremas, gasto calórico elevado e baixa taxa de gordura corporal.

  1. Infecções, distúrbios e doenças

Em alguns casos, distúrbios, infecções e doenças desregulam a menstruação. Alguns dos problemas que interferem no ciclo são:

  • Síndrome do ovário policístico: torna a menstruação irregular, porque afeta o peso corporal feminino – já que, em alguns casos, a mulher pode engordar. Também há alta produção de androgênio, hormônio masculino, que desregula o ciclo. Outras alterações no sistema reprodutor, como miomas no útero e endometriose causam oscilações.
  • Diabetes: influencia o atraso na menstruação, bem como a duração dos ciclos e a chegada da menopausa, porque as alterações glicêmicas causam mudanças hormonais. Outro ponto recorrente é a ligação do diabetes tipo 2 com a obesidade.
  • Alterações do hipotálamo e hipófise: essas são glândulas responsáveis pela regulação dos hormônios sexuais. Quando são afetadas por doenças, como prolactinoma, hipertireoidismo e doença de Cushing, causam alterações no ciclo menstrual.
  • Amenorreia: é a ausência da menstruação. O problema pode ser primário – quando não há sangramento até os 16 anos – ou secundário, quando dura de três a seis meses. A amenorreia pode ser assintomática, ou vir acompanhada de dores de cabeça intensas, acne, alterações na voz e cólicas periódicas sem sangramento. 
  1. Menopausa e menarca

Conforme a mulher se aproxima da menopausa, é comum que o ciclo torne-se irregular e haja ausência da ovulação. 

Já durante a primeira menstruação, chamada de menarca, é normal que o ciclo seja desregulado, porque o sistema reprodutivo está começando a amadurecer.

Quantos dias de atraso na menstruação é normal?

A partir da menarca, é comum que o ciclo varie de maneira natural. A menstruação só pode ser considerada irregular se o fluxo se altera com frequência, quando o volume de sangue fica mais ou menos intenso, ou se o número de dias de menstruação varia.

O atraso normal varia poucos dias, mas há casos em que pode durar meses. É importante ressaltar que cada mulher tem um ciclo diferente.

Em suma, o período menstrual envolve três fases: a fase folicular, a ovulatória e a lútea, que podem acontecer de 21 até 35 dias, de acordo com o organismo de cada mulher. Quando a fecundação do óvulo não acontece, ele se desintegra e o endométrio descama.

Se não houver sangramento é preciso investigar o que causa o atraso na menstruação. A melhor forma de saber o que está acontecendo é ir com frequência ao ginecologista e monitorar sua menstruação sempre.

O que fazer para evitar o atraso na menstruação

Apenas um ginecologista pode indicar o melhor tratamento para evitar o atraso na menstruação.

No entanto, algumas das recomendações são mudanças básicas, facilmente aplicadas no dia a dia, como redução do estresse através de atividades relaxantes e uma alimentação saudável e balanceada, que forneça todos os nutrientes necessários para o bom desenvolvimento do corpo.

No caso de atletas, é possível que ele recomende uma rotina regular de exercícios e a redução da intensidade, para evitar estresse ou sobrecarga.

Com atitudes simples é possível melhorar sua saúde e bem-estar. Para isso, a CenttralMed pode te ajudar! Garantimos um atendimento humanizado, com profissionais focados em investigar e resolver todos os seus problemas.

Clientes inscritos no programa Consultas do Bem têm isenção no pagamento de consultas. Você e sua família podem se consultar sem pagar nada! 

Para saber mais sobre o benefício, entre em contato agora mesmo e marque sua primeira avaliação na CenttralMed mais próxima de você.